A presidente Dilma Rousseff deverá ligar nesta segunda-feira, após a reunião de coordenação política, para o presidente eleito da Argentina, o conservador Mauricio Macri. Segundo apurou o Broadcast Político, Dilma também pretende comparecer à posse de Macri, marcada para 10 de dezembro, em Buenos Aires.

Prefeito da capital argentina, Macri foi eleito nesta domingo, 22, em segundo turno, pondo fim a 12 anos de kirchnerismo no país. Ele não era o candidato favorito do Palácio do Planalto. Dilma torcia pela eleição do governista Daniel Scioli, com quem chegou a se reunir em 13 de outubro, em Brasília, poucos dias antes do primeiro turno das eleições argentinas.

Na época, Scioli afirmou que Dilma fez votos para que ele ganhasse, pois seria importante para o desenvolvimento da região. "Ela disse que 'no País, fazemos votos para a sua vitória. Será uma eleição muito importante para toda região, porque sabemos que temos uma agenda e uma visão de futuro comuns'", disse.

Por Igor Gadelha e Isadora Peron - Brasília