Meryl Streep é hoje uma unanimidade no mundo do cinema, mas nem sempre foi assim. Na última terça-feira, 10, um perfil, que não é o oficial da atriz, postou a história no Facebook.

A artista, que ganhou três estatuetas do Oscar e detém o recorde de 19 indicações à premiação, foi dispensada do elenco de King Kong, de 1976, por não ter sido considerada bonita o suficiente para o papel. Ela postou uma foto emblemática no metrô logo após ter sido rejeitada.

"Eu voltando para casa logo após de um teste para o filme King Kong. Fui considerada muito feia para o papel. Foi um momento muito difícil para mim. Essa opinião maldosa podia ter tirado todos os meus sonhos de me tornar uma atriz e continuar acreditando em mim mesma."

A frase foi dita por Dwan de Laurentis, filho do diretor italiano Dino de Laurentis. Meryl, porém, é fluente em italiano. Ela não só entendeu a ofensa como respondeu ao diretor. "Respirei fundo e disse: sinto muito se você me considera feia, mas sua opinião é apenas uma diante de milhares. Vou procurar uma maré mais agradável", complementou. "Hoje eu tenho 19 indicações ao Oscar", afirmou a atriz.

A atriz Jessica Lange foi escolhida para interpretar a personagem.