Lewis Hamilton busca mais uma conquista especial no fim de semana. Após se sagrar tricampeão da Fórmula 1 e superar marcas de Ayrton Senna, o inglês quer vencer no Autódromo de Interlagos pela primeira vez na carreira. Para o piloto da Mercedes, chegar na frente no GP do Brasil seria a forma ideal de "saudar" o ídolo brasileiro.

"É uma das poucas corridas que ainda não venci. Se eu puder mudar isso no fim de semana, seria uma forma de saudá-lo [Senna] e também seria mais um grande momento neste ano incrível. Então vou fazer de tudo para que isso aconteça", afirmou Hamilton, antes de desembarcar no Brasil.

Hamilton vive grande momento na categoria, alcançando sua melhor temporada na F1 desde sua estreia, em 2007. Além de obter o título por antecipação, igualando o tricampeonato de Senna, o piloto da Mercedes superou as 41 vitórias do ídolo (já tem 43) e vem se aproximando do brasileiro em outras marcas importantes ao longo do ano.

"Esta era a corrida em que Senna estava em casa. Quando eu era jovem, sonhava em correr em São Paulo. E eu sempre sentia sua presença na pista", disse Hamilton. "Ele é um herói tão grande no Brasil! E fico feliz por sempre ter uma recepção calorosa dos fãs em São Paulo."

Hamilton tem como melhor resultado em Interlagos o segundo lugar obtido na corrida do ano passado. Daquela vez, seu companheiro de equipe, Nico Rosberg, venceu a prova. O alemão, embalado pela vitória no México, pode ser novamente o obstáculo em São Paulo.

Para a direção da Mercedes, a disputa interna poderá empolgar a torcida brasileira. "A rivalidade entre Lewis e Nico é boa para o esporte, para a equipe e para eles próprios. Esta corrida sempre oferece surpresas e nunca falha em empolgar o público. Estou ansioso para ver o que vai acontecer em Interlagos", afirmou o chefe da Mercedes, Toto Wolff.

Londres