Ao menos 12 alunas de escolas públicas das periferias de São Paulo tentaram suicídio por terem encontrado seus nomes na lista “TOP 10”, informa o R7. O ranking atribui às garotas o título de “vadia”: quem fica por mais de uma semana com seu nome circulando via WhatsApp, YouTube, Facebook e por meio de cartazes colados em escolas sobe de colocação e eventualmente “conquista o 1º lugar”.

Além dos nomes das meninas, fotos de perfil usadas em redes sociais e até mesmo imagens íntimas compartilhadas pelas estudantes com seus namorados acabam sendo publicadas. As vítimas são "acusadas" de manter relações sexuais com mais de um parceiro; as que se “pagam de gostosas” também entram para a lista.

Ativistas e órgãos públicos de ação social combatem a prática como podem. No Jardim Castro Alves, por exemplo, o cartaz “S. L Puta Top 10” ficou exposto por meses. Um grafitaço promovido pelo coletivo “Mulheres na Luta” é que tratou de apagar a publicação. “Existe também a questão da rivalidade feminina, uma vez que muitas listas do ‘TOP 10’ são feitas por outras meninas”, explica Elânia Francisca, do “Mulheres na Luta”.

“Nós estamos oferecendo todo o apoio a essas meninas expostas, mas queremos ir mais além. Queremos falar sobre a sexualidade com os adolescentes e ensinar a questão do respeito, do companheirismo, do sexo”, explica a ativista. Outra adolescente tida como “mais rodada que pneu de caminhão” chegou a parar de ir à escola; ela voltou às aulas apenas depois de receber apoio por parte dos pais.

Segundo Sidineia Chagas, do movimento Escritureiros, o “Top 10” não é mais que outra das formas terminais da falta de assistência aos jovens. Sexo sem camisinha, início precoce da vida sexual, letras de músicas funk como “manual de instruções às relações” e a falta de atividades para adolescentes nas comunidades são ainda as raízes do problema.

O “Top 10” para meninos também existe. Mas quem emplaca seu nome junto da lista é visto como “garanhão”. Os rankings circulam pelo ABC Paulista, Paraná, Minas Gerais e Rio de Janeiro.