Uma festa de aniversário de 16 anos foi interrompida por uma “chuva” nos EUA. Mas o que caiu do céu não foi água, e sim cocô. A mal cheirosa história aconteceu na cidade de Levitown, na Pensilvânia. “Do nada, um monte de fezes caiu e bateu violentamente contra o ‘galpão improvisado’”, relatou Joe Cambray, padrasto da aniversariante.

É claro que as nuvens não condensam o “número 2”. O que caiu sobre a residência da família foi o material do depósito sanitário de um avião. Rogy, mãe da adolescente, usou um aplicativo de celular para identificar a aeronave que sobrevoava a região no momento em que a surpresa foi dispensada sobre sua casa.

A família entrou em contato com a Administração Federal de Aviação (FAA), que disse estar investigando o caso. Na hora em que os dejetos atingiram o chão, crianças brincavam pelo quintal e algumas pessoas nadavam pela piscina. “Pareceu que centenas de pássaros voaram pela casa e foram ao banheiro simultaneamente”, comentou Joe.

Por mais bizarro que possa parecer, casos semelhantes são relativamente comuns. Em 2012, um casal de New York disse ter sido atingido por “restos de um avião”. No ano seguinte, uma mulher da Inglaterra encontrou um pedaço de fezes congelado no telhado de sua casa. Em 2014, mais “lixo humano” foi despejado sobre outra mulher na Nova Zelândia.

A descarga dos dejetos congelados (técnica que desinfeta e decompõe fezes) costuma ser feita quando os aviões pousam em aeroportos. Segundo a FAA, bandos de aves migratórias são geralmente as culpadas pelas chuvas fedorentas.