Fim da novela! Acontece neste sábado, 23, em Las Vegas, a tão esperada luta entre Chris Weidman, atual campeão dos pesos-médios, e o brasileiro Vitor Belfot. Weidman conquistou o cinturão em julho de 2013, depois de nocautear Anderson Silva no UFC 162.

Na época, o todo-poderoso do UFC, Dana White, decidiu marcar uma revanche de Anderson e fazer Belfort esperar o próximo desafio pelo cinturão. O resultado acabou se mantendo, com vitória de Weidman por nocaute técnico, após o brasileiro ter a perna quebrada dentro do octógono.

A primeira luta entre o americano e o desafiante Belfort foi marcada para fevereiro de 2014 e seria realizada também em Las Vegas. No entanto, os exames do brasileiro mostraram excesso de testosterona por conta da utilização de TRT. A Comissão Atlética de Nevada, estado onde aconteceria o confronto, não autorizou mais as isenções para a substância, e Vitor se viu obrigado a se retirar da luta, pois não teria tempo para se adaptar.

Liberado pela Comissão para lutar a partir do final do ano, um novo combate foi marcado para dezembro de 2014, no UFC 181. Mas, novamente, a luta não aconteceu. Dessa vez, foi Chris Weidman que sofreu uma lesão na mão esquerda e a luta precisou ser adiada para fevereiro de 2015.

Inacreditavelmente, o confronto mais uma vez foi adiado, já que Weidman sofreu uma lesão nas costelas durante os treinamentos. "A luta foi mais uma vez adiada, e sabe o que isso significa? Mais tempo para comprar novas armas", publicou Belfort na época. Pouco tempo depois, a luta do próximo sábado foi anunciada.

Na coletiva de imprensa oficial dessa quinta-feira (21), Weidman foi categórico ao se referir a Anderson Silva: "Ele nunca me venceria. Nunca, nunca. Eu simplesmente sei, eu estive lá dentro com ele duas vezes, vi tudo o que ele tem, senti tudo. Não é desrespeito com ele, acho que ele é ótimo, mas simplesmente sinto que sou melhor." E completou: "Sim, sinto o mesmo com o Vitor."

A luta entre Weidman e Belfort rola neste sábado, no MGM Grand Garden Arena, e será transmitida ao vivo, a partir das 19 horas, no canal pay-paer-view Combate.